domingo, 4 de janeiro de 2009

Sobre Livros e Apego

Então que fuçando no Orkut, vi uma comunidade que se chama "Perca um Livro". Achei a iniciativa ótima. Resumindo, é o seguinte: você vai "perder" um livro para que alguém ache. A pessoa o lerá e fará o mesmo com uma outra obra. Para isso, tem que entrar no site, cadastrar o livro que vai "perder", dizer onde ele estará e imprimir uma etiqueta com um código que você colará nele.
Claro que eu quis participar. Incentivar a leitura é comigo! Fui escolher, entre todos os meus preciosos, algum maravilhoso que fosse ter a sorte de ser encontrado por alguém que ia folheá-lo com a mesma paixão que eu. Aí começaram os problemas. Ninguém vai cuidar de um livro meu como eu cuido. Ninguém vai cheirar as páginas, sentir a textura, saber o que cada frase daquele livro quis dizer. Partindo desta premissa, eliminei os clássicos. Os de consulta e referência nem tinham me passado pela cabeça. Ficaram quietinhos na estante: Kerouac, os Rubens, os Veríssimos, todos os modernistas, Caio Fernando Abreu, todos os poetas, inclusive Olavo Bilac, que eu acho um pouco pedante. Restaram os livros de crônicas e contos. Não. Mais uma vez, eu não pude me desfazer de nenhum modernista. Cecília, Clarice, Drummond, Vinícius, Paulo Mendes Campos... ficaram onde estavam. Machado de Assis é minha paixão. Então salvei também Helena, O Alienista, Contos Escolhidos, dentre outros. Ensaios! Claro, eu ia perder um ensaio. Instrutivo, maravilhoso. Poxa, mas se é tão instrutivo e maravilhoso assim, eu não posso perder. Vai me servir. Rá! Os de psicanálise. Afinal, não é minha área, eu não tenho porquê guardá-los. Mas incentivar alguém a ler com livros de psicanálise? Acho que não. Auto-ajuda. Os livros que eu tenho de auto-ajuda (Augusto Cury, Nuno Cobra, e afins) são poucos, ganhados e não lidos ainda. Se as pessoas me deram um livro desse gênero, é porque acham que pode me ser útil de alguma forma. Pelo menos, vou lê-los primeiro.
Sobraram, caros amigos, os pocket books e os chicklits. E assim foi feita a escolha. Meu primeiro livro perdido será Gossip Girl, versão em inglês, de 2004, da Warner Books.
Espero que eu ache algum sobre "A Arte do Desapego".


P.S.: A quem interessar possa: o livro será perdido amanhã, dia 05/01. Incialmente, tinha colocado como o lugar a Praça do Sol. Devido a chuva, vou perdê-lo num lugar fechado. Será no Shopping Flamboyant. Praça de Alimentação.

28 comentários:

  1. Nossa bacana a iniciativa, nem sempre as pessoas formam idéias tão positivas assim. E a leitura tem pedido espaço cada dia mais, com a era da tecnologia. Explicações pra isso? Desconheço, deve ser falta de interesse mesmo! Enfim, gostei daqui e de vêr o amor que você tem pelos seus livros, bem interessante. Bom desculpa a invasão, Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Gostei da iniciativa...
    Super interessante msm...
    O grande problema é como se desapegar de um livro nosso...Ainda mais se temos poucos livros(meu caso)...
    ...
    E adorei seu blog, uper interessante e c/ post muito inteligentes...
    Visitante constante agora...
    ...
    Boa semana...
    ...
    Beijos...Jhan Herbertt...
    ...

    ResponderExcluir
  3. avisar que vai perder?
    e porque não um em portugês?
    por certo, vai ficar olhando para ver quem vai pegar.....
    bom lanche.

    ResponderExcluir
  4. Bela iniciativa, tomara quem o ache saiba inglês e goste de ler...
    Feliz 2009 querida.
    Tudo de bom para todos!

    lindos dias,
    beijos

    ResponderExcluir
  5. É! Ler em inglês realmente não dá.

    Eiii, você é de |Goiânia né?

    ResponderExcluir
  6. Acho uma idéia muito bacana,Janaina.Mas fico me perguntando se algo assim dá certo no nosso país. To muito curioso.
    Beijão!!

    ResponderExcluir
  7. Muito legal a idéia. MAs eu nao vou conseguir perder um livro. Ai meu deus.. agora fico me achando egoísta. Mas enquanto te lia passei os olhos pela minha estante e não vai dar... hehehehe.
    Um belíssimo ano pra vc.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. A primeira vez que me deparei com essa iniciativa, fiquei encantada. Chama-se Bookcrossing, se não me engano. Ainda quero praticar.


    Beijocas
    www.lizziepohlmann.com

    ResponderExcluir
  9. pois é...na comunidade eu já estou, mas ainda não exercitei o tal desapego...quase todos os meus livros são marcados, sublinhados, e tal e coisa e coisa e tal...

    imagina se eu vou deixar meus Quintanas, Caios e Clarices por aí????????

    ResponderExcluir
  10. Interessante a iniciativa, mas tenho muito apego aos meus livros para perdê-los por aí. Talvez eu compre um novo.

    ResponderExcluir
  11. Voltando! =)
    Fiquei feliz com a visita,sempre será bem vinda ok?!

    Bom já dei minha opinião sobre o post... Beijão

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Primeira vez que venho aqui e me deparo com esse texto...entrei em crise existencial e não consegui escolher nenhum!
    Coisa feia, né?
    Mas agora, depois de ter lido a tua história, acho que vou comprar algum que eu ame e que já tenha e participar!
    :)

    Posso linkar teu blog no meu?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Legal isso de 'perder livros', chega uma hora que alguns deles devem passar para outras mãos mesmo, difícil escolher qual..=D

    ResponderExcluir
  14. Ola, Janaina!

    Esse é o de Brasilia? Hum, quando eu for ai, perderei um bem especial pra vc encontrar. Grande idéia!!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Ainda não fiz a minha parte...
    :)
    Mas vou tirar um tempinho pra participar!
    Beijos, Nina!
    Mel

    ResponderExcluir
  16. Eu estava me achando muito egoísta, mas já reparei que muita gente compartilha meus sentimentos. Já tenho poucos (muitos, muitos que foram emprestados não foram devolvidos, inclusive "O Caçador de Pipas". Passa nas mãos de tanta gente, que não sei onde andam meus favoritos), e os poucos que tenho, não quero "perder". Sinto muito, Pricesa, mas a menos que eu faça como sugeriram alguns - comprar novos, talvez pocket books - e eprdê-los, não sei se terei coragem, não.
    Beijim,
    Tio Tom.

    ResponderExcluir
  17. Acho ótima a iniciativa! Adoraria ser escolhida por um livro "perdido" em algum lugar.

    Também tenho apego pelos livros, porém quando é para alguém que conheço e percebo por algum motivo o livro combina com a pessoa acabo dando sem peso na consciência.

    Pior que ter que escolher um livro pra "perder" é perdê-lo quando menos esperamos, ao emprestá-lo a alguém!

    Se eu fosse perder algum livro seria "A senhora das velas" do Walcyr Carrasco. Não que a história seja ruim, mas é muito "fábula", previsível e dramalhático pro meu gosto.

    ResponderExcluir
  18. Ola, Janaina!

    Claro que te aviso quando eu for a Brasilia.
    E aí, acharam o livro?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  19. Ai eu sou tão egoista com meus livros... não sei se teria coragem!

    beijos

    ResponderExcluir
  20. Intrigante, instigante e digno de um filme esta atitude de perder livros rsrs...muito criativo..Isto dá uma história...rs

    ResponderExcluir
  21. E então, Jana... Como foi perder o livro? Alguém já o encontrou, recebeste notícias dele?


    Foi um prazer conversar com você aquele dia. Espero que nos encontremos online mais vezes.
    Beijocas.
    www.lizziepohlmann.com

    ResponderExcluir
  22. voltando aqui.para te desejar um feliz final de semana.
    Maurizio.
    * ótimo texto.

    ResponderExcluir
  23. Parece que existe um Dia Mundial de Perder um livro, tenho as mesma neuras tuas em se falando dos meus poucos livros. Mas...Eu perderia O CAÇADOR DE PIPAS, que amei lê-lo no ano passado, compraria outro e colocaria no lugar é claro. Ah! tô indo lá pegar o seu. bj

    ResponderExcluir
  24. kkk, sou igualzinha, tenho muito cuidado com livros meus.
    Acho que vou perder por aí "101 pensamentos zen"...

    kkkk

    ;-)

    beijo, querida!

    ResponderExcluir
  25. ah meu Deus, como eu te entendo! também tenho dificuldade de me desfazer dos mues livros. Tenho paixão por eles, é como se guardassem dentro deles um pouco de mim.
    Se encontrar A Arte do Desapego,m por favor, repasse-o para mim, rsrsrs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Brotam e correm para o Mar
    Os sonhos da tua alma de gaivota
    Têm a nudez das águas de uma baía
    Neste coração de dor encoberta

    Rosa breve em aurora de Abril
    Festa da luz no azul do mundo
    Semeias sonhos como estrelas no espaço
    Guardas apenas um no teu mais profundo



    Boa semana


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  27. Janaina,
    sabe que o teria o mesmo problema para "perder" um livro? Pensando que o livro pode parar nas mãos de qualquer pessoa (principalmente de alguém que não seja muito afeito a leituras), iria querer escolher um bem bacana. E aí já viu, né? APEGO! rsrsrs
    Abração

    ResponderExcluir
  28. Rá! Rá! Rá!... Que menina desapegada...
    Querida, eu já faço isso faz tempo! Não sabia que existia site contabilizando isso. Uma vez eu ganhei um concurso cujo prêmio era um livro. Eu pedi ao premiador que adquirisse o livro "Orgulho e Preconceito", de Jane Austen, e o deixasse num banco de praça.
    Além disso, eu já deixei livros do Chico Xavier em bancos de ônibus, vários. Já que você é taããão apegada aos seus livros, aconselho que você compre um e o largue em algum canto. Carpe Diem.

    ResponderExcluir

Diga-me!